Sindicato entrega pauta de reivindicações e governo promete agilidade nas discussões

0
98

O Sindicato dos Servidores entregou na manhã de segunda-feira, dia 4 de março, a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2013 da categoria para o governo municipal que prometeu agilidade nas discussões dos itens cobrados pelos servidores. “Queremos ainda nesta semana começar a discutir com o Sindicato as reivindicações feitas pela categoria. Temos que começar logo as discussões”, disse a prefeita Dárcy Vera.
Além do Sindicato, participaram da solenidade de entrega da pauta de reivindicações a prefeita Dárcy Vera, que recebeu a pauta, secretários e outros membros do governo, a Associação da Guarda Civil Municipal, a Associação dos Municipiários Aposentados e Pensionistas (AMAP), a Associação dos Servidores Municipais e a Câmara Municipal, com a presença do vereador e vice-presidente do Sindicato, André Luiz.
A pauta de reivindicações foi montada durante todo o mês de fevereiro, em assembleias setoriais, realizadas na sede da entidade que representa os servidores, e aprovada, por unanimidade, no último dia 28 em assembleia geral da categoria.
A categoria reivindica 12,06% de reajuste salarial, sendo o percentual de 6.63% de reposição da inflação – referente ao índice INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) -, mais 5,43% índice baseado no aumento da arrecadação orçamentária da Prefeitura de Ribeirão Preto sobre as receitas líquidas. Além do reajuste salarial, há outros itens econômicos, itens gerais e itens específicos de cada setor da Prefeitura.
“As nossas reivindicações estão dentro da realidade do município. Na semana passada o secretário da Fazenda, Sérgio Nalini, disse que a prefeitura fechou o ano passado com superávit. Queremos a reposição da inflação e também um aumento real, baseado no aumento de arrecadação do município. A pauta foi elaborada de acordo com as necessidades dos trabalhadores e a realidade orçamentária e fiscal do município de Ribeirão Preto”, diz o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.
“Há muitos anos o Sindicato demonstra maturidade nas negociações salariais. Essa pauta reflete a necessidade dos servidores e está dentro das possibilidades do município”, comenta o vereador e vice-presidente do Sindicato, André Luiz.
“Estamos nos sentindo o primo pobre da história. Os funcionários terceirizados da Coderp recebem um vale alimentação de mais de R$ 700. Queremos um vale alimentação que acompanhe pelo menos o salário mínimo, de R$ 678”, argumenta o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
“A prefeita, assim como o Sindicato, está preocupada com a qualidade dos serviços públicos disponibilizados aos munícipes. E nós sabemos que a melhoria da qualidade dos serviços públicos está diretamente atrelada aos investimentos que serão feitos pelo poder público municipal. Por isso, entendo que a prefeita terá sensibilidade ao analisar a pauta dos servidores municipais”, completa o Prof. Donizeti Barbosa, coordenador da seccional da Educação.
O Sindicato também protocolou mais de seis mil requerimentos assinados pelos servidores municipais cobrando o pagamento do Adicional de Prêmio Incentivo no percentual de 47%, como é pago para os servidores do Sassom.

Confira as reivindicações referentes aos itens econômicos:
– Recomposição salarial do exercício de 2012, no percentual de 6.63%, observando-se o índice do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mais o aumento da arrecadação orçamentária sobre as receitas líquidas, no percentual de 5,43%, totalizando o percentual de 12.06%, a ser aplicado aos vencimentos mensais integrais a partir de 1° de Março de 2013;
– Equiparação do valor atual do vale-alimentação ao valor do salário mínimo vigente no país, no importe de R$ 678,00, a partir de 1° de Março de 2013;
– Aplicação do índice do Vale-Alimentação, no importe de 33%, na Cesta Básica Nutricional (pago aos aposentados e pensionistas), passando para R$ 135,66, a partir de 1° de Março de 2013;
– Extensão do programa de pagamento da licença-prêmio aos trabalhadores que possuem seus direitos fora do cronograma oficial;
– Pagamento, por isonomia, do Adiconal de Prêmio Incentivo da mesma forma como é pago aos servidores do Sassom, em decorrência de decisão judicial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui