Sindicato conquista melhorias para servidores do Meio Ambiente

0
283

Graças a atuação da Diretoria Atuante do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, os trabalhadores da Secretaria Municipal do Meio Ambiente foram ouvidos pela administração municipal.
No dia 19 de novembro esses servidores cruzaram os braços, com o apoio do Sindicato, por algumas horas para cobrar da Prefeitura melhorias nas condições de trabalho e a aplicação dos itens acordados durante a data-base e que não vinham sendo cumpridos.
Durante mais de 15 dias os trabalhadores do Meio Ambiente ficaram sem receber da prefeitura o pão e o leite diários para o café da manhã.
Por conta disso, saiam para trabalhar nas ruas e praças de Ribeirão Preto muitas vezes de estômago vazio, ou com alguma fruta colhida na própria Secretaria para, pelo menos, “enganar” o estômago.
O Sindicato não admitiu esse descaso com o trabalhador e exigiu a imediata volta do envio de pães e leites para os servidores.
Felizmente a exigência da Diretoria Atuante foi atendida e o café da manhã voltou a ser entregue normalmente não somente no setor operacional do Meio Ambiente, mas também no Horto Municipal e no Bosque Fábio Barreto.
Protetor Solar – Pode até parecer incrível, mas com a alta temperatura e o sol forte que atinge a cidade durante praticamente todo o dia, a administração municipal não vinha fornecendo protetor solar para os servidores da Secretaria do Meio Ambiente.
Com isso, os trabalhadores tinham a saúde em risco e ficavam expostos por horas aos raios ultravioletas.
O Sindicato também interferiu e fez com que esse problema fosse solucionado e agora os servidores podem atuar nas ruas e praças sem que tenham que se preocupar com a exposição ao sol. “Esse era um item da pauta de reivindicação e que foi incorporado ao acordo coletivo e não vinha sendo cumprido pela prefeitura. Não podíamos esperar mais e deixar a saúde dessas pessoas em risco”, afirmou o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
Veículos – Os veículos utilizados pela Secretaria do Meio Ambiente também se encontravam nas piores condições de uso possíveis.
Uma perua Kombi transportava os trabalhadores ao lado de galões de combustível e outros produtos inflamáveis e nocivos à saúde, além de, por defeito, ter de ficar permanentemente com os vidros fechados.
Os bancos das peruas e caminhões também estão sem as mínimas condições de uso por se encontrarem rasgados e muitas vezes até sem estofamento.
Mais uma vez a voz do trabalhador foi ouvida através da Diretoria Atuante e já foi providenciada a licitação para reformas e aquisições de novos veículos que trarão garantia de segurança para o dia a dia do servidor. “As melhorias e novos veículos servirão também para que a própria população tenha um serviço de melhor qualidade. A qualidade do serviço público passa por essa cobrança do Sindicato e pelas ações que visam o bem estar e a saúde do próprio trabalhador”, afirmou o secretário geral do Sindicato, Valdir Avelino.
A cobrança continua – Outras melhorias para as condições de trabalho dos servidores do Meio Ambiente continuarão sendo cobradas pela Diretoria Atuante.
Os trabalhadores ainda necessitam de novos equipamentos de segurança como botas e luvas. A abertura de concurso público também é essencial para que o trabalho possa ser desenvolvido com uma qualidade superior. “Sempre que os direitos dos servidores estiverem ameaçados o Sindicato se fará presente fazendo o que for necessário para garantir boas condições de trabalho em todos os postos de trabalho.
“Essa é a nossa missão e sempre estaremos a postos para lutar, resistir e construir”, afirmou o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Wagner Rodrigues.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui