PREMIO-INCENTIVO: SEM A PROJEÇÃO, A CONTA NÃO FECHA

0
77

Quais os motivos para o Sindicato dos Servidores ficar com um pé atrás em relação ao caminho que o governo escolheu para pagar o Prêmio Incentivo?  Só lembrando: o governo resolveu pagar o Prêmio Incentivo fazendo uso do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, o conhecido PCCS.

Primeiro, é preciso chamar as coisas pelos nomes que elas têm. O Governo vem chamando de incorporação aquilo que não é incorporação.  Incorporação não precisaria ser refletida através do uso do Plano de Cargos, Carreiras e Salários.  O uso do PCCS pode gerar confusão de conceitos, trombadas e agressões às regras vigentes.

Nós só vamos saber se o caminho adotado pelo Governo é o certo, o lógico, o adequado e o equilibrado quando for apresentada a projeção da folha de pagamento com esse novo modelo.

É curioso como até os espelhos às vezes também enganam, distorcendo as imagens que refletem. É possível que surjam distorções em se utilizar o PCCS como uma espécie de espelho para projetar a incorporação indireta do Prêmio-Incentivo aos salários. E o Sindicato dos Servidores não aceitará distorção alguma.

A aprovação de uma lei que garanta o pagamento do Prêmio-Incentivo, mesmo que via o PCCS resolve uma questão imediata. Mas acaba aí? Não. Certamente a Comissão formada pelo Governo, pelo Sindicato dos Servidores e pela Câmara terá de voltar ao tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui