Pauta de reivindicações dos servidores tem total apoio da Câmara Municipal

0
107

Vereadores votaram na sessão do último dia 6, de forma unânime, apoio à moção de Jean Corauci (PDT)

 

A Câmara Municipal de Ribeirão Preto votou de forma unânime uma moção de apoio à pauta de reivindicações entregue pelo Sindicato dos Servidores Municipais ao prefeito do município, Duarte Nogueira (PSDB). O apoio às solicitações dos servidores surgiu de iniciativa do vereador Jean Corauci (PDT), que na sessão ordinária do dia 06 de março apresentou a proposta e recebeu endosso dos colegas de Casa.

Aprovada em total concordância pela categoria durante Assembleia Geral realizada no dia 26 de fevereiro, a pauta foi entregue oficialmente ao governo e recebida pelo próprio prefeito no dia 1º de março. Em apoio aos servidores, Corauci ingressou com requerimento solicitando que fosse inserida na pauta da Câmara a moção de apoio já no dia 2.

O documento foi a voto no dia 6 – primeira sessão após a solicitação – e recebeu apoio total dos demais representantes da Casa de Leis. Segundo o vereador a decisão pela moção veio, assim como no ano passado, do reconhecimento do papel vital dos servidores para a vida do município.

“Acredito que o servidor é a força da cidade, hoje grande parte dos serviços prestados pela prefeitura depende do servidor. São escolas, postos de saúde, infraestrutura, todos esses serviços que são prestados tanto para os mais pobres, quanto para os mais abastados dependem do funcionalismo”, explicou Jean. “Tudo vem pelas mãos do servidor, a limpeza da cidade, distribuição de água, manutenção de prédios, praças, contato direto com a população, é preciso ouvi-lo”.

A pauta conta com 161 itens entre gerais e específicos e pede 10,80% de reajuste nos salários, no vale-alimentação e na cesta básica nutricional dos aposentados.

Matéria5

Os aspectos econômicos do documento seriam discutidos numa reunião agendada para a manhã desta sexta-feira (23), que acabou cancelada pela administração. Através de um ofício encaminhado no fim da tarde de ontem (22) a prefeitura suspendeu o encontro com a comissão de negociação, que aconteceria na sede da Transerp às 9h.

“Já passou da hora do prefeito olhar com outros olhos para o servidor, falta diálogo. Quando são questões pontuais, em secretarias específicas, os trabalhadores e o Sindicato até conseguem conversar, mas quando assunto é direto com ele as coisas se complicam”, ressaltou Jean. “Fica parecendo que o prefeito fica enrolando para mais uma vez deixar tudo para resolver de última hora, como foi o caso do prêmio-incentivo”, continuou.

O atual presidente da Câmara, Igor Oliveira (PMDB), também se colocou favorável aos trabalhadores, ressaltando o apoio da Casa à causa. “O Legislativo estará sempre ao lado dos servidores. Somos favoráveis a uma nova reunião para que a pauta seja amplamente analisada e debatida, com o respeito que todos os trabalhadores merecem”, disse.

Para Oliveira é importante que haja o diálogo, visando um acordo mais rápido e menos burocrático para ambos os lados. “Temos que evitar um desgaste entre as partes, como o que ocorreu no ano passado, quando houve paralisação dos serviços, prejudicando diretamente a população”, pediu.

Além de posicionar-se à favor dos servidores, Corauci ainda lembrou que o tão falado “superávit” registrado pelo município nas contas do último ano tem muito do suor do funcionalismo. “O superávit foi nas costas do servidor, veio da economia com o prêmio-incentivo e daquilo que era conquista do servidor e foi de alguma forma retirado ou modificado no ano passado”, salientou.

Matéria4_2

“É sempre bom contar com o apoio da Casa de Leis. Os servidores são aqueles que fazem nossa cidade andar e é preciso que haja espaço para diálogo, principalmente quando estamos falando de direitos. Nada do que foi pedido na pauta está além daquilo que a categoria necessita e receber suporte dos vereadores de forma unânime nos faz crer ainda mais que estamos no caminho certo na defesa dos direitos do trabalhador”, afirmou Laerte Carlos Augusto, presidente do Sindicato.

Diante do cancelamento da reunião econômica por parte do governo municipal, a comissão de negociação dos servidores decidiu pela realização de uma assembleia geral na próxima terça-feira (27), às 18 horas, na sede do Sindicato.

 

Confira abaixo a moção apresentada por Jean Corauci e aprovada por unanimidade pelos vereadores.

Mocao do Sindicato-001

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui