Novo peticionamento do Sindicato pede prioridade na execução coletiva e alerta sobre prescrição de execuções individuais

0
115

O Sindicato foi intimado pela juíza da Segunda Vara da Fazenda Pública a se manifestar sobre a desistência de 8 beneficiários dos 5.15% de receberem seus créditos através da execução coletiva em curso. O Sindicato, demonstrando a disposição de combater de frente o grave problema provocado pela proliferação de execuções individuais, expôs de forma muito contundente que o prazo prescricional de 5 (cinco) anos impede o ajuizamento de ações individuais contra Fazenda Pública sobre os 5.15%.

Quem optou ou vier optar pelo caminho do isolamento, corre o risco de renunciar ao recebimento na execução coletiva e ver impugnada a pretensão de receber isoladamente, uma vez que a sentença da ação dos 5.15% já transitou em julgado em 20/05/2011 e portanto já transcorreu há muito o prazo prescricional de 5 anos.
Para cumprir a sua função principal, que é a de dar aos servidores condições de avançarem coletivamente, o Sindicato não irá submeter o interesse coletivo à balbúrdia provocada por execuções individuais em sentença coletiva que aumentam o tempo de espera para todos, reduzindo ainda mais a eficiência da máquina judiciária.

Na petição já protocolada, o Sindicato destaca a necessidade de se priorizar o tramite processual da execução coletiva em curso, tendo a efetividade e a celeridade como o alvo. Amanhã, quinta-feira, será publicada nos grupos do 5.15%, uma entrevista sobre a petição com o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto e com a coordenadora do Departamento Jurídico, Dra Regina Márcia Fernandes. Além de esclarecer mais detalhadamente o pedido do Sindicato, os entrevistados falarão sobre a expectativa em relação a petição da Prefeitura Municipal, cujo prazo de manifestação também está se esgotando.

 

FAÇA PARTE, RESPEITE AS REGRAS

Quem for beneficiário da sentença e ainda não está nos Grupos dos 5.15% deve enviar uma mensagem com o nome completo para o whatts 98193-0880 pedindo ingresso. Excepcionalmente abriremos a possibilidade de retorno do beneficiário que foi excluído por violar as regras dos grupos. A possibilidade de postagens no Grupo será reaberta, entretanto, a publicação de mensagens fora do tema ou tratamento desrespeitoso a qualquer um dos membros será imediatamente repreendida e, na insistência, ocasionará a exclusão definitiva do Grupo. Diante do princípio da publicidade de seus atos, o Sindicato se reserva no direito de publicar informações ou chamamentos de interesse coletivo da categoria em quaisquer de seus grupos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui