Incêndio em escola preocupa sindicato e prejudica população

0
137

O incêndio aconteceu na tarde de domingo, 5 de junho, em uma das salas de aula da Escola Municipal de Educação Infantil Maria Aparecida de A. Paulino, no bairro Estação do Alto em Ribeirão Preto. Assim que os moradores perceberam a fumaça o corpo de bombeiros foi acionado e controlou o fogo. Uma das salas de aula ficou completamente destruída e parte do telhado desabou. A escola atende cerca de 100 alunos de 3 a 6 anos de idade e está fechada, sem previsão de retorno para as atividades escolares.

 Coordenadora da Seccional da Educação, Cristiane Gonçalves Francisco, observa sala destruída pelo incêndio

O laudo da perícia ainda não está concluído, mas segundo funcionários da escola, existem grandes possibilidades de o incêndio ter sido criminoso, já que diversos materiais escolares estavam espalhados pelo pátio da escola.

Para a coordenadora da seccional da educação, Cristiane Gonçalves Francisco, que esteve no local assim que tomou conhecimento do fato, independentemente de o incêndio ser criminoso ou não, o que aconteceu expõe a fragilidade na segurança dos prédios públicos municipais. A área do terreno é extensa e, além da escola, abriga também uma USF – Unidade de Saúde da Família – um Núcleo de Atendimento Social, tudo sem nenhuma vigilância.

 “É um absurdo que uma área como essa não tenha um agente de segurança. As coisas seriam diferentes, pois a presença de um agente inibe a ação de criminosos e o vandalismo. Por outro lado, se foi causado por outro motivo, como um curto-circuito, por exemplo, o trabalhador teria percebido antes e as proporções talvez fossem diferentes”, avaliou Cristiane.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui