Comissão de negociação fica decepcionada com a falta de propostas do governo

0
114

A comissão de negociação dos trabalhadores saiu decepcionada, com a falta de propostas do governo, da reunião que discutiu os itens econômicos reivindicados pelos servidores.
A reunião para discutir os itens econômicos da pauta estava marcada para a tarde do dia 12 de março, mas foi cancelada pela governo e remarcada para a tarde de terça-feira (13/03). A reunião aconteceu, mas nenhuma proposta foi apresentada à categoria. “Acreditávamos que seria apresentada uma proposta para os servidores, no entanto, o que os secretários disseram era que a recomendação da prefeita era para não falar em índices nessa reunião, pois a prefeita gostaria de participar diretamente deste processo. Os trabalhadores querem ser valorizados, eles esperavam uma proposta do governo”, ressalta o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues. A assembleia geral com os servidores está marcada para a quinta-feira, dia 15 de março, às 18 horas, na sede do Sindicato – Onze de Agosto, 361. “Com ou sem proposta a assembleia está marcada e vamos levar para a categoria o que nos for apresentado”, afirma o secretário geral do Sindicato, Valdir Avelino. Diante da insatisfação da comissão de negociação dos servidores, uma nova reunião foi marcada para tarde de quinta-feira (15/03). Para marcar o novo encontro à agenda da prefeita Dárcy Vera foi consultada pelo secretário de governo, Jamil Albuquerque.
“Foi consultada a agenda da prefeita e isso nos faz acreditar que ela participará da reunião. Esperamos que dessa vez o governo apresente uma proposta para os servidores, pois a insatisfação da comissão de negociação será refletida também nos trabalhadores”, fala o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

Veja os itens econômicos reivindicados pelos servidores junto ao governo
Nos itens econômicos, os servidores estão cobrando do governo um reajuste salarial de 11,52%. O pedido é o índice IPCA, de 6,50%, mais um terço do aumento da arrecadação orçamentária de 2012 (15,06%) sobre as receitas liquidas no percentual de 5,02%, totalizando o percentual de 11,52%, a ser aplicado aos vencimentos mensais integrais a partir de 1° de março de 2012.
Além do índice da reposição salarial, ainda está incluso na pauta econômica dos trabalhadores, um reajuste de 47,05% no vale alimentação, passando de R$ 425 para R$ 622. Os Servidores também aprovaram o repasse do mesmo índice do vale alimentação (47,05%) para a cesta básica nutricional destinada aos aposentados e pensionistas. Os trabalhadores querem ainda a extensão do pagamento da cesta básica nutricional para todos os aposentados e pensionistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui