Ar condicionado é retirado de UBS e medicamentos podem estragar

0
187

Segundo funcionários do local a empresa voltou para retirar os aparelhos dois dias depois da inauguração alegando que a prefeitura não pagou pelos equipamentos

 

A denúncia é do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto que vistoriou a farmácia da UBS Rubens Nicoletti Filho, na tarde desta segunda-feira, no bairro José Sampaio e constatou centenas de medicamentos estocados em condição irregular de temperatura. No momento da visita, o termômetro da sala onde ficam os remédios marcava 35°graus, bem longe do ideal para determinados medicamentos. Para a coordenadora da Seccional da Saúde, Débora Alessandra, muitos remédios precisam estar em temperaturas que variam entre 15° e 25°. “Muita coisa vai estragar aqui com essa temperatura tão alta, além disso, haverá um risco muito grande para o paciente. Nós já não temos certeza da eficácia desses medicamentos. Quem garante que eles já não estão estragados?” relatou a coordenadora.

A nova farmácia foi inaugurada na última terça-feira, 06, mas para o Sindicato, o local deveria ser interditado imediatamente, pois o caso é de extrema gravidade.

Falta de pagamento

 Segundo funcionários da UBS, os aparelhos foram retirados dois dias depois da inauguração da farmácia, a informação que eles receberam foi de que a empresa retirou os equipamentos porque teria levado um calote da prefeitura. A gerente da unidade não quis gravar entrevista, mas negou que o motivo tenha sido por falta de pagamento, segundo ela, na verdade, o que ocorreu foi um erro da construtora responsável pelas obras que fez a instalação dos aparelhos de ar condicionados quando, na verdade, não constava no projeto original.

Segundo o Diretor Gaspar Marcelino, que acompanhou a vistoria, essa explicação é um absurdo ainda maior. “Como não se prevê a instalação de um aparelho de ar condicionado numa farmácia que vai guardar medicamentos que precisam de temperatura controlada?” questionou o Diretor.

Calorão

Cerca de 10 pessoas que estavam na farmácia da UBS improvisavam alguma maneira para tentar driblar o calor insuportável também no balcão de atendimento. “É desumano isso aqui” relatou uma das usuárias.

Uma funcionária trouxe de casa, o único ventilador que existe no local porque não aguentava mais passar tanto calor, outro colega de trabalho disse que está trabalhando de bermuda esses últimos dias porque foi uma das maneiras que ele encontrou para não sofrer tanto com as altas temperaturas. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui