Após intervenção do Sindicato, servidores com saldo no vale-alimentação antigo já podem reaver valor

0
194

Desde a troca da empresa responsável pelo vale-alimentação dos servidores em junho deste ano, inúmeros servidores que possuíam valores no cartão anterior enfrentavam dificuldades para reaver o saldo e tê-lo transferido para o novo cartão. Nas últimas semanas o Sindicato dos Servidores Municipais/RPGP debateu o problema com o governo municipal e nesta segunda-feira (9) a administração abriu prazo para que os trabalhadores possam solicitar o ressarcimento dos prejuízos.

A liberação do saldo ocorrerá de forma rápida, porém deve ser solicitada pelo servidor até 30/11/2020, através do telefone (16) 3977-8833 (ramal 8825), dos emails mcnogueira@administracao.pmrp.com.br ou pagamentorh@ribeiraopreto.sp.gov.br ou ainda pelo canal do servidor no site da Prefeitura (www.ribeiraopreto.sp.gov.br).

No momento do contato o trabalhador deverá informar se ainda possui o antigo cartão, pois o crédito restante será depositado no mesmo. Caso o servidor precise de uma nova via essa terá o custo de R$ 25, valor que será abatido do saldo existente no cartão.

O Sindicato reforça que o prazo para utilização dos créditos é até 28/02/2021, não sendo prorrogável em hipótese nenhuma.

“Ficamos felizes em solucionar mais essa demanda do servidor. A mudança de empresa aconteceu repentinamente, muitos trabalhadores possuíam créditos nos cartões e acreditaram que a transferências dos mesmos para o novo cartão aconteceria de forma automática, o que não ocorreu e deixou muita gente no prejuízo”, explicou o vice-presidente do Sindicato, Caio Cristiano.

“Quando se fala de vale-alimentação isso não pode ocorrer de forma alguma. É preciso haver a orientação e esclarecimento sobre como todo o processo vai ocorrer para que ninguém seja pego de surpresa, geralmente esse valor é contado para as famílias e a falta dele desestabilizou o orçamento de boa parte dos servidores. Felizmente com a intervenção da nossa direção o problema será corrigido e os trabalhadores não ficarão no prejuízo”, finalizou o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui