7 de agosto é o “Dia Nacional de Luto e Luta” pela vida e trabalho

0
148

Nosso país vive um grave momento de crise, estamos próximos dos 100 mil mortos pela Covid-19, trabalhadores dos serviços essenciais têm vivido dias de insegurança e medo ante a possibilidade de serem as próximas vítimas da doença e os direitos ao trabalho e à vida nunca pareceram tão ameaçados quanto agora. Hoje, 7 de agosto, é para os trabalhadores o Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos e por todo o Brasil centrais sindicais estão em movimento para evidenciar a luta por direitos e condições dignas de trabalho.

O Sindicato dos Servidores Municipais apoia o manifesto, participa através de ações locais visando a manutenção dos direitos dos trabalhadores de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis e mobiliza a categoria através da conscientização acerca das lutas.

“Para nós, a mobilização nacional vem para reforçar as pautas que já temos defendido localmente desde o início da pandemia: a garantia de equipamentos de proteção para os trabalhadores, ambientes seguros e a testagem regular dos mesmos. Ainda o reconhecimento de tamanha dedicação e empenho através de gratificação específica e insalubridade em grau máximo (40%) para esses servidores”, explicou o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

A entidade ressalta que tem cobrado diariamente a administração dos municípios acerca destas questões e procurado debater abertamente com a população a necessidade da valorização dos profissionais atuando nos serviços essenciais.

“É de vital importância que possamos discutir os direitos coletivos de forma ampla e com a participação de toda a população, o trabalhador que está na linha de frente e se colocando em risco para salvar vidas necessita, mais do que nunca, desse apoio”, salientou o presidente.

Em carta coletiva divulgada pelas centrais sindicais o objetivo é um só salvar vidas e lutar pela democracia. Dentre as pautas defendidas estão o repúdio a inciativa de prefeitos e governadores que já planejam e até fixaram data para o retorno presencial das aulas; a exigência de equipamentos de proteção individual e coletivo para os trabalhadores das categorias essenciais; o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS); e a luta pela manutenção do auxílio emergencial, ampliação das parcelas do seguro desemprego e liberação de crédito emergencial para as micro e pequenas empresas.

Ao longo do dia em inúmeros locais do país trabalhadores paralisarão as atividades por 100 minutos, como forma de protesto. Em grandes cidades entidades sindicais acenderão velas e espalharão cruzes em locais públicos em memória daqueles que se foram pela Covid-19. Também haverão carreatas e manifestações virtuais em favor da vida e de melhores condições de trabalho.

“O Dia Nacional de Luta é um marco para a vida do trabalhador e também um momento de lembrar a vida dos nossos queridos companheiros que nos deixaram em razão desta doença tão perversa. Nosso trabalho incessante é para que todos estejam protegidos e sintam-se seguros para exercer suas funções. Precisamos que o governo ouça os apelos que temos feito em nome dos nossos servidores, para que não tenhamos que nos despedir de mais ninguém”, finalizou Laerte.

Assim como o ato nacional o fará, encorajamos também os trabalhadores a levarem individualmente essas pautas até os seus representantes políticos. Na defesa dos nossos direitos, cada esforço conta.

Em respeito aos protocolos de proteção a saúde e segurança, neste momento de pandemia, em Ribeirão Preto (SP) não haverá mobilização nas ruas, mas é possível contribuir com as manifestações e demonstrar apoio à causa através das redes sociais utilizando as hashtags #DiaNacionalDeLuta, #DiaDeLutaDiaDeLuto e #7deAgostoLutaPelaVida.

 

Ouça nosso podcast!

7 de Agosto – Dia Nacional de Luto e Luta, em Defesa da Vida e do Emprego em todo o país

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui