O momento do voto

0
63

Valdir Avelino – presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis

presidencia@municipais.org.br

O trabalhador precisa refletir sobre o seu voto para deputado(a) federal e deputado(a) estadual. Pouco se dialoga sobre os votos para a Câmara dos Deputados e para a Assembleia Legislativa. Se o trabalhador não pensar antes de votar, é grande o risco de acabar elegendo bancadas de partidos que majoritariamente votam contra a classe trabalhadora. Aí sobra sempre para o movimento sindical a dura tarefa de organizar a luta pela manutenção de direitos com um parlamento cheio de representantes que só levam em consideração as necessidades, desejos e aspirações da classe patronal e dos governantes de plantão.

Votar em celebridades cuja atuação não tem conteúdo, votar em representantes de movimentos conservadores e esperar que o Brasil se renove é uma incoerência. Antes de votar, o trabalhador precisa procurar saber o que aquele (a) candidato(a) pensa sobre temas que são do interesse de quem trabalha. E se for candidato(a) a reeleição, se for um político já conhecido, é preciso saber como esta pessoa comportou-se e votou no exercício do seu mandato.

A eleição não está decidida. Embora cada vez mais brasileiros parecem estar fartos da atual situação política e a negligência das autoridades com a população, seguramente ainda existem muitos eleitores indecisos, sobretudo quanto ao voto nos deputados(as) estaduais e federais. Não se sabe ainda que cara terá o novo Congresso, mas já sabemos, de antemão, que é por lá que vão passar as principais matérias que interessam aos trabalhadores.

São muitos os brasileiros (muitos mesmos) que querem olhar para a frente, que ainda aspiram por um futuro mais justo e melhor, que anseiam por representantes que inspirem a esperança de tempos melhores. Mas boas políticas públicas para a sociedade e para os trabalhadores não surgirão do voto em favor de políticos ruins.

Para votar consciente e ajudar na conquista de anseios sociais e trabalhistas importantes, analise com muita atenção e carinho candidaturas comprometidas com os trabalhadores, com o fortalecimento do serviço público, com a democracia e a tolerância, com políticas públicas voltadas à sociedade. Consulte a entidade representativa da sua categoria, converse com os colegas de trabalho, visite os portais que defendem a democracia, os direitos dos trabalhadores, as causas sociais, os direitos humanos, o meio ambiente e um projeto de nação onde os brasileiros possam conviver em harmonia e tolerância.

Para votar consciente, procure sempre informações confiáveis sobre como pensam os partidos e candidatos, fuja das fake News. Votar só por votar, sem se preocupar com quem você está elegendo, acaba contribuindo para a eleição de algozes dos trabalhadores. E o resultado, todos sentimos depois das eleições: Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista,  congelamento salarial,  Teto de gastos, Reforma administrativa à serviço dos tubarões, etc.

Os últimos anos foram marcados por sucessivos ataques aos direitos dos trabalhadores, ao serviço público e às instituições.  Para que esse cenário não se repita, vote em quem tem compromisso com os anseios da classe trabalhadora e com o futuro do nosso país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui