Guarda Civil Municipal entra em greve na próxima semana em Ribeirão Preto

0
114

A Guarda Civil Municipal decidiu, em assembleia, realizada na tarde desta quarta-feira 25 de junho, oficializar e protocolar a decisão da categoria de entrar em greve a partir da zero hora de quarta-feira 02 de julho. A decisão foi tomada por 100% dos GCM’s presentes na sede do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, e será protocolada nesta quinta-feira 26 de junho. A paralisação será colocada em prática, caso o governo não cumpra a exigência de readequação dos níveis para os servidores da guarda que, atualmente, trabalham marginalizados na carreira. “A decisão não envolve questões financeiras, estamos lutando por direitos de ascensão na carreira desses guardas. Reivindicando o que é de direito, a prefeitura não cumpriu o reenquadramento dos níveis da GCM, então, se não tiver acordo, não há outro caminho, se não o de greve. O servidor terá que ser ouvido. A greve pode acontecer, só não vai, se ao governo resolver cumprir o que deve” disse o Coordenador da GCM Valdir Avelino.

O Presidente da Associação dos GCM’s Ricardo Alexandre Palaveri, também esteve na assembleia em total apoio aos colegas de trabalho. “Nosso nível está defasado em relação aos outros servidores, por isso, resolvemos tomar essa decisão em equipe. Sabemos que essa readequação não tem nada que vá prejudicar a prefeitura financeiramente. Estamos dispostos a conseguir, e, 100% da categoria está de acordo com o que foi decidido na assembleia. Vamos parar tudo” disse Palaveri.

O indicativo de greve foi deliberado de forma coletiva e se deu em virtude do governo se posicionar de forma inflexível diante do compromisso de incluir os integrantes da guarda no PCCS – Plano de Cargos, Carreiras e Salários –  LC 2515/2012. Para o Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Wagner Rodrigues, o governo desconsiderou a necessidade das reivindicações da categoria. “A administração provocou o esgotamento das negociações ao não considerar a possibilidade de implantar essas medidas” disse ele.

Confira abaixo as medidas mencionadas pelo Presidente que são reivindicadas pelos Guardas Civis Municipais:

1-      Que os GCM’s que não ascenderam na LC 1350/2012, pertencentes ao nível 107, denominados como segunda classe, sejam incluídos na nova tabela de vencimentos da LC 2515/2012 ao nível 12.1.11

2-      Que os GCM’s pertencentes ao nível 112, denominados como primeira classe, sejam incluídos na nova tabela de vencimentos da LC 2515/2012 ao nível 12.1.11

3-      Que os novos GCM’s contratados através de concurso público, estatutários, possam iniciar sua carreira na LC 2515/2012 no nível 12.1.01

4-      Que seja observado os mesmos critérios de ascensão na carreira, considerando o tempo de serviço, conforme a legislação vigente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui