29 anos do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis FEMESP - Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo CTB - Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
Filie-se
NOTÍCIAS DO MINUTO

Servidores recusam proposta absurda do Governo e judicialização será o caminho



Audiência de conciliação será realizada no início da tarde desta quinta-feira no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP)

 

Os servidores presentes na assembleia geral realizada na noite de quarta-feira (8) recusaram a proposta, absurda, feita pelo Governo municipal, apenas verbalmente, à comissão de negociação dos trabalhadores. Na chamada "proposta", a comissão de política salarial da administração colocou para os servidores que a oferta do Governo era o não desconto dos dias de greve, desde que os mesmo sejam repostos, e, pasmem, apenas a possibilidade de uma nova negociação com os trabalhadores em três, seis, nove meses ou quando as finanças do município estiverem em melhor situação, fato também frisado pelos membros da prefeitura que pode não acontecer!

 

O lema é terceirizar

 O discurso de a culpa não é minha, o problema não é meu, se repete em Ribeirão Preto desde o primeiro dia da atual administração. Além dos mais de 2 mil cargos terceirizados na cidade, o Governo que terceirizar também suas responsabilidades. Judicializar a data-base dos servidores municipais é transferir para a Justiça a responsabilidade política da gestão do município. E essa marca da Administração que governa através de terceiros será carregada para sempre pela atual gestão.

 

Não mudou a chave

A nítida impressão que fica para os trabalhadores é a de que o prefeito Duarte Nogueira não mudou a "chave"! Ou seja, por ter em sua história apenas mandatos legislativos, ele ainda não suporta o peso da caneta de um cargo executivo, e por isso transfere a todo momento suas responsabilidades enquanto gestor.

 

Dissídio Coletivo

Como o Governo Municipal ainda não compreendeu sua responsabilidade com a gestão política de Ribeirão Preto, e viola os direitos trabalhistas dos servidores, a greve dos trabalhadores deverá ser decidida através de dissídio coletivo. O Sindicato informa que será realizada na tarde desta quinta-feira (9) a segunda audiência de conciliação no Tribunal de Justiça de São Paulo e a vitória poderá vir pela Justiça.

 

Governo que faz História

Como sempre deixou claro em sua campanha eleitoral que iria fazer, Duarte Nogueira Junior escreve uma nova história em Ribeirão Preto. Além de atingir a marca de quatro greves ( ele é tetra ) em três anos de mandato, e carregando consigo a marca de maior greve da história do município, Nogueira terá de conviver com a pecha histórica de primeiro governo a transformar uma data-base em DISSÍDIO COLETIVO.



Compartilhe:


Últimos Twittes

  • Reunião com os beneficiários do Processo dos 28,35.
  • Diretoria do Sindicato conversa neste momento com os trabalhadores do DAERP. A liminar proibindo os servidores da... https://t.co/wE3n31kmXt
  • O cardápio do Baile dos Servidores deste ano já está definido e ficou uma delícia. Confira! https://t.co/rWCO76N68w

Facebook

Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto e Guatapará - 2011
Fale Conosco | Rua XI de Agosto, 361 - Campos Elíseos - Ribeirão Preto - SP - Fone: (16) 3977-8100